A cultura do vinho num passeio pela Vinícola Cainelli

A tradicional pisa das uvas nesses meses de colheita é mais que uma encenação para o divertimento dos turistas: é a representação de uma cultura enraizada na Serra Gaúcha e um retrato da evolução no fazer.

Essa produção que já fora dada apenas ao consumo das famílias locais foi encorpando, se industrializando, profissionalizando e hoje a nossa região vinícola tem grandes rótulos, além de ser um case no turismo de experiência. Eis o grande trunfo da nossa região: dentro de cada garrafa de vinho existe um bocado de história.

As atrações desses três meses de vindima são uma oportunidade de descobrir um pouco dessa cadeia de valor. Fora do circuito consagrado do Vale dos Vinhedos, por exemplo, às margens da RSC-470, a família Cainelli retomou há poucos anos a produção de vinhos – primeiro, alcançando boas vendas com variedades de mesa. Agora, tornando-se uma das atrações preferidas do turista, com uma experiência guiada pelos parreirais pelo enólogo da família Roberto Cainelli Junior, seus pais e a figura lendária do senhor Nei Tomasi.

A vinícola passa por uma reconversão de sua produção no momento, voltando-se a vinhos mais nobres e investindo variedades como a Petit Verdot, um varietal que estará no mercado em 2021, e a Alicante, que vem para estruturar os vinhos da casa. Visitando a Cainelli nessa vindima, você pode se emocionar, como eu, ouvindo as histórias da família e a notícia de que a safra desse ano deve se aproximar daquela histórica de 2005 <3

O aroma inigualável dos vinhedos de bordeau denuncia. As variedades qe decidem a safra adiantaram sua maturação em 20 dias, fungindo dos dias de chuva de fevereiro que podem reduzir um pouco o grau de açúcar da uva. Com dias quentes e noites amenas, a amplitude térmica deve garantir excelentes vinhos nessa safra. É disso que se trata um passeio da vindima da Serra Gaúcha: uma boa dose de diversão, aquela chance única de pisar a uva e, mais que isso, a compreensão desse processo incrível que o cultivo da uva e a feitura do vinho.

Pois vamos à parte que todo mundo ama: depois das explicações básicas sobre o processo e a família, o passeio da vinícola Cainelli desemboca numa caminhada curta pela propriedade até os vinhedos carregados, onde o visitante é convocado a colher sua caixinha de uva. Uma amostra do trabalho árduo que se tem nesses meses de colheita.

A recompensa vem com um merendim farto, na mesa estendida ali mesmo, debaixo dos parreirais. A cantoria típica anima o visitante, que repousa dessa pílula do que é a colheita se abastecendo de polenta, queijo e da típica torta tirolesa.

O anfitrião passa de garrafão nos ombros e não deixa ninguém de copo vazio.

Subi no tuc tuc pra continuar o passeio, dos parreirais de volta para a casa da vinícola, cada um com seu cesto de uvas, para o gran finale que é a pisa.

Longa fila, lava pés e todo mundo tem a chance terapêutica de dar boas gargalhadas provando do fazer antigo e embalado pela gaita do menino Pedrotti. A energia de um passeio como esse é revigorante. Todo mundo tem que fazer um dia <3

A vindima está só começando e essa atração da Vinícola Cainelli se repete todos os fins de semana até março, pelo valor de R$ 80,00. Ademais, a programação tem centenas de atrações. Consulte aqui!

Vinícola Cainelli
Distrito Tuiuty – Rsc 470 – Km 202,6, Bento Gonçalves
Facebook: clique aqui!

Cinco programações essenciais da Vindima 2018

Até 18 de março, a gente tem aquela oportunidade ímpar de viver as belezas e as delícias do verão na Serra Gaúcha, celebrando a colheita de mais um ano e os grandes vinhos que vão nascer a partir dessas uvas. A programação em toda a Serra Gaúcha é intensa em opções… as que trago aqui são as minha preferidas para cinco ocasiões. Presença confirmada do blog em todas elas!!!

> Para viver a colheita

Vindima na Vinícola Cainelli: Muito vinho, uva, comida e música na programação da Vinícola Cainelli, com aquela recepção especial da grande figura que é o senhor Nei Tomasi! Essa programação inclui visita ao museu, recepção pela família, caminhada pela estrada do vinho, colheita, merendim, passeio de tuc-tuc e pisa das uvas.

Quando: De 13 de janeiro a 11 de março, em dois horários (às 9:30 e às 16:00). Duração de duas horas e meia.

Quanto: 80,00 por pessoa.

Crianças são bem-vindas. Agendamento prévio é essencial! Clique aqui!

> Jantar harmonizado ao ar livre

Entardecer de Vindima na Cristófoli: toda a hospitalidade da família Cristófoli numa programação com welcome drink, visita à vinícola, tradicional colheita das uvas, pisa e passeio de trator no coração da rota das Cantinas Históricas, em Faria Lemos. Ao fim de tudo, um jantar autêntico e harmonizado nos jardins da vinícola.

Quando: dias 13 e 20 de janeiro; 11 e 12 de fevereiro, das 17:30 às 22:00.

Quanto: R$ 189,00 por pessoa. Crianças são bem-vindas, com valor especial. Agendamento prévio é essencial! Clique aqui!

11

> Aventura ao ar livre

Caminhada da Vindima na Estrada do Sabor: um passeio a pé pelo roteiro turístico de Garibaldi e suas experiências únicas no agroturismo. Trajeto de aproximadamente 11 km com parada para um lanche colonial na Osteria Della Colombina e encerramento na Vinícola da Família Vaccaro.

Quando: De 28 de janeiro, das 7:00 ao meio dia. Saída do Hotel Casacurta

Quanto: R$ 65,00, inclusa taxa de inscrição, lanche, transporte de ida e volta até o Hotel e Seguro.

Inscrição prévia é essencial! Clique aqui para ver o evento!

https://www.facebook.com/events/911504852348961/

 

> Piquenique todo mundo ama

Piquenique no Jardim Leopoldina: Delícias da  região  servidas  ao  ar  livre,  no Jardim  Leopoldina. Cesta com pães, frios, geleias, cuca, patês e frutas. Almofadas e tapete para conforto total!

Quando: Durante todo o período, de terça a domingo, do meio dia até as 17:00.

Quanto: 92,00. Serve duas pessoas

Reservas são bem-vindas. Clique aqui!

 

> Programação perfeita para a família

Festival Sabores da Vindima na Vinícola Salton: Um brinde à safra, fechando a programação da Vindima. Vinhos, espumantes, sucos, comida típica italiana, artesanato, música e exposições.

Quando: 17 de março, das 10:00 às 17:00

Quanto: Entrada Franca.

Pra saber mais, acesse aqui!

Pomar Mercato in Natura: orgânicos na porta de casa

Ter propósito faz as pessoas mais felizes. Não é o dinheiro em si mesmo ou a estabilidade, apenas. Não é se faz sol ou se faz chuva. É acordar todas as manhãs, tirar os pés da cama e sentir o ímpeto de fazer a diferença de alguma forma. Pra quem trabalha com comida, isso pode vir da sensação de saciar e alegrar as pessoas em sua refeição ou de contribuir pra que elas tenham uma vida melhor.

A Rose tinha um bom emprego, mas, como tanta gente por aí, queria empreender com propósito. A ideia veio da própria dificuldade que ela tinha em chegar a tempo na feira orgânica pra fazer as compras da semana. A sacada dela foi: por que não facilitar o acesso das pessoas a alimentos orgânicos com um serviço de tele-entrega?

Antes de eu te contar como funciona, como paga e quando vem, cabe relembrar brevemente que produtos orgânicos são todos aqueles obtidos sem aplicação de produtos químicos ou hormônios sintéticos que favoreçam o crescimento de forma não natural. Em se tratando de legumes, verduras e frutas, eles devem ser livres de agrotóxicos, pesticidas, adubos químicos ou sementes transgênicas. No caso dos animais, a criação é feita sem o uso de hormônios de crescimento, anabolizantes ou outras drogas como os antibióticos. Isso tudo é certificado – em Bento Gonçalves pela Associação dos Produtores Ecológicos de Bento Gonçalves (APEB).

Seria ótimo se pudéssemos levar nossas sacolinhas pra feira orgânica toda terça e sexta – lá embaixo eu procurei listar pra vocês 10 motivos para preferir orgânicos. Mas na impossibilidade disso, aproveitar o serviço do Pomar Mercato in Natura é uma excelente decisão. Funciona assim: pelo site ou por uma planilha enviada por e-mail você escolhe os itens que precisa, mas a Rose também tem três tamanhos de cestas prontas na medida para todo tamanho de família. É possível comprar pontualmente ou fazer um plano de assinatura e o pagamento pode ser no cartão, boleto ou em dinheiro, na entrega.

A produção própria do Pomar ainda está no comecinho, então, por enquanto, a Rose busca os itens em parceiros também certificados pela Apeb. Além dos orgânicos, o site também oferece algumas opções em geleias, açúcar mascavo, chás e molhos. Atente para essa que é a principal característica de um alimento orgânico: ele respeita os ciclos da natureza. Então, você sempre terá uma alimentação variada e pautada pela produção da época. Agora, por exemplo, é tempo de se esbaldar em tomates, berinjelas, uva, pimentão e milho.

As minhas coisas do Pomar eles entregam sempre no Amora Sabores Especiais, que também usa todos esses maravilhosos ingredientes orgânicos nas receitas deles. Quem sabe seja hora de repensar nossas escolhas? “Comer bem faz parte da construção de um lugar melhor pra todos nós!”

Acessa o site do Pomar aqui! Ou o Face aqui!

10 motivos para preferir orgânicos

  1. Evitam problemas de saúde causados pela ingestão de substâncias químicas tóxicas, como reações alérgicas, respiratórias, distúrbios hormonais, problemas neurológicos e até câncer.
  2. Alimentos orgânicos são mais nutritivos. Solos ricos e balanceados com adubos naturais produzem alimentos melhores.
  3. Alimentos orgânicos têm sabor e aroma mais intensos.
  4. Eles protegem as futuras gerações de contaminação química. A intensa utilização de produtos químicos na produção de alimentos afeta o ar, o solo, a água, os animais e as pessoas.
  5. Evitam a erosão do solo por meio da rotação de culturas, plantio consorciado, compostagem, etc.
  6. Protegem a qualidade da água.
  7. Restauram a biodiversidade, porque respeitam o equilíbrio da natureza, criando ecossistemas saudáveis.
  8. Ajudam os pequenos agricultores, mantendo o solo fértil por muitos anos, dando ao homem do campo seu sustento e revitalizando as comunidades rurais.
  9. Economizam energia, porque utilizam intensamente a cobertura morta, a incorporação de matéria orgânica ao solo e o trato manual dos canteiros. É o procedimento contrário da agricultura convencional que se apoia no petróleo como insumo de agrotóxicos e fertilizantes e é a base para a intensa mecanização que a caracteriza.
  10. Os produtos orgânicos são certificados. É a garantia do consumidor de estar adquirindo produtos mais saudáveis e isentos de qualquer resíduo tóxico (Fonte: Ambiente Brasil).