Horta: o melhor do Valle Rustico entregue em casa

Em outubro, completei um ano de Culinarismo. Lá se vão quase 40 textos nessa jornada, mas parece que comecei ontem mesmo. E pensar que, antes disso, eu procurava desesperadamente entre biografias de famosos e livretos de palavras cruzadas um hobby pra chamar de meu. Má observadora de mim mesma, nunca tinha percebido que meu maior prazer – estar à mesa – eu fazia desde sempre. Só faltava compartilhar com alguém essas experiências.

horta externa

Desde então, conheci sabores marcantes, propostas incríveis e ideias que merecem ser espalhadas aos quatro ventos, como essa. Rapidamente situando, o Valle Rustico é um restaurante incrível, localizado na Estrada do Sabor (interior de Garibaldi) e que faz parte do movimento slow food. Na prática, é uma filosofia que se opõe à industrialização dos alimentos, que defende o direito ao prazer de se alimentar e prioriza produtos artesanais de qualidade especial. No Valle Rustico, tudo o que é possível vem da própria horta ou de produtores locais.

horta horta

Falando em Horta (com letra maiúscula mesmo), este é o nome do novo projeto do Valle Rustico, que entrega na sua casa uma refeição completa, fresca e pré-pronta. Com alguns poucos utensílios, uma boa companhia, música de qualidade e uma taça do seu vinho preferido, em 20 minutos você tem à mesa um verdadeiro banquete slow food. Toda semana, o cardápio é definido de acordo com os ingredientes frescos disponíveis. Chega tudo embalado numa caixinha, entregue na quinta-feira. O ideal é preparar o jantar na mesma noite.

horta receitaQualquer pessoa, com qualquer nível de conhecimento culinário, consegue preparar essa refeição. Está tudo explicadinho no guia de procedimentos, que já indica todos os materiais a serem separados antes do início do preparo – tipo, duas panelas, uma colher, uma concha, um litro de água.

horta tudo

Os insumos vêm numerados e embalados a vácuo ou em caixinhas apropriadas. Eles realmente mandam todo o necessário – até mesmo sal e pimenta. É só separar os itens de cada prato e pôr a mão na massa. O mais legal da receita é que a ordem de preparo faz com que tudo fique pronto no mesmo momento pra ser saboreado no ponto. Quer saber qual foi o meu banquete? Então vamos lá:

horta paes

 

Pães de beterraba com manteiga de páprica. Para servir essa entrada, a única indicação era deixar os pães no forno por alguns minutos. Ficou perfeitamente crocante por fora e macio por dentro.

horta salada

As folhas orgânicas da horta ganharam um charme a mais com minicenouras e beterrabas, além de umas amorinhas ácidas. Não havia indicação para lavar as folhas, então creio que o trabalho estava feito. Só tive que colocar tudo numa vasilha e enfeitar com creme balsâmico.

horta risoto

O único prato que realmente exigiu fazer alguma coisa foi o risoto. Passo um: o caldo de legumes. Passo dois: colocar o risoto-base, a moranga cozida, o sal e a pimenta numa panela, acrescentando o caldo e mexendo até ficar no ponto. No final, colocar o queijo fontini e mexer bem para ficar ainda mais cremoso. O detalhe das amêndoas entrou somente no prato, pra dar uma textura a mais. Pra quem ama fazer e comer risoto, como eu, esse foi certamente o preparo mais fácil até hoje.

horta peixe

O peixe meca com legumes estava no forno desde o início do preparo e essa foi a minha única função. Seja lá todo o preparo anterior que tenha envolvido esse prato, estava simplesmente magnífico.

horta sobremesa

 

Pra encerrar esse banquete com total originalidade, as sobremesas eram deliciosas lâminas de maçã com creme de cumaru – a baunilha brasileira. Tem coisa mais autêntica? Só precisei empratar.

 

Essa é a proposta da Horta. Você levaria horas e horas pra fazer tudo isso desde o começo, mas com uma mãozinha do chef Rodrigo Bellora e sua equipe, levei apenas 20 minutos. O jantar completo, para duas pessoas, vai custar cerca de R$ 130. Adorei e assino embaixo!

 

Horta

Facebook: clique aqui!

(54) 3459-1162 e (54) 8123-0080

Comente

Comente